29 de abr de 2012

Resenha: O Guia do Mochileiro das Galáxias




Livro: O Guia do Mochileiro das Galáxias
Autor: Douglas Adams
Número de Páginas: 156
Editora: Arqueiro



OBS: Esta é a primeira resenha da minha vida, portanto, não me culpem por qualquer genocídio ao mundo literário..rs' 




Há um mês  estava procurando alguns livros de humor para comprar num Choco-Livro que iria ter na escola, fuçando pela NET encontrei o KIT dos livros do Douglas Adams baratíssimo, não perdi a chance e comprei.

Ao começar a ler o primeiro livro da Trilogia me surpreendeu pois se trata de um livro que possui um humor diferenciado, um humor inteligente.


Primeiro livro da Trilogia de Cinco, o Guia do Mochileiro das Galáxias, um clássico da ficção científica, protagoniza a vida Arthur Dent, um jovem de 30 anos não muito sortudo e dono de um azar incomum. Arthur tem sua casa e seu planeta (Sim, a Terra) destruído pelos Vogons, uma civilização que pretende construir no lugar do planeta uma via de ligação entre as galáxias que povoam o Universo. Avisado minutos antes da destruição por seu único amigo Ford Prefect - um E.T disfarçado de humano -. Arthur e seu companheiro conseguem se salvar pegando carona clandestinamente com a nave espacial do comandante Prostetnic Vogon que ao serem detectados são imediatamente expulsos da nave e abandonados a deriva no espaço. Incrivelmente, numa probabilidade de uma chance em duas elevado a 276.706 são apanhados e salvos pela nave Coração de Ouro do Presidente da Galáxia Zaphod Beeblebrox, onde conhece Trillian e o depressivo e egocêntrico androide Marvin que juntos embarcam numa viagem ao Planeta Magrathea, um planeta onde a população é especializada na construção de outros planetas sob encomenda. Onde uma de suas construções é a Terra.

Você que ainda não leu o livro, ou acha que pelo número de páginas seja uma história mal contada ou sem graça, irá gostar do livro e como eu se tornará um fan de Douglas Adams.




Livros da Coleção:


1) O Guia do Mochileiro das Galáxias

2) O Restaurante no Fim do Universo

3) A Vida, o Universo e Tudo Mais

4) Até Mais, e Obrigado Pelos peixes!

5) Praticamente Inofensiva
Crítica: 


A única coisa que me incomodou um pouco é de como o falante é representado e em que situação e expressão ele reproduz  (EX: - Eu lhe mostro como funciona - disse Ford. Pegou o livro das mãos de Arthur que continuava a segurá-lo como se fosse um pássaro morto há duas semanas, e tirou-o de dentro da capa - Aperte esse botão aqui que a tela acende e aparece o índice ). Essa interrupção me causa uma certa perda do raciocínio. Muitas vezes tive que voltar na frase para poder entender.




Como se trata da primeira resenha acho que ficou bom..
E você? O que achou da minha primeira resenha?
Comentem dizendo sua opinião. Ficarei muito grato.

Não se esqueça de nos seguir pelo Google Friend Connect!


 

blogger templates | Make Money Online